domingo, dezembro 30, 2007

Pão de Tender e Ricota

Como é bom fazer pão! O que parece um castigo pra muita gente pra outros é uma terapia. Este pão, no entanto, não é recomendável para primeiras experiências: seria um tanto traumático. A massa é difícil de lidar, não solta das mãos, enfim, daquelas que você acha que não vai dar certo. Mas como eu já lidei com piores, tive fé. Os pães cresceram muito, ficaram muito macios e serviram para aproveitar as sobras do tender de natal. A massa é ótima, pode até ser feita sem recheio. Mas tem que ter paciência e fé.

Ingredientes:
Massa:
250 ml de leite morno
30 g de fermento biológico
2 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (sobremesa) de sal
1 colher (sopa) de óleo
1 colher (sopa) de manteiga
3 ovos inteiros
2 batatas médias cozidas
5 xícaras (chá) de farinha de trigo (pode precisar mais)
1 gema para pincelar
Gergelim para salpicar

Recheio:
350 g de tender processado (ou picado)
350 g de ricota processada (ou amassada)
1 lata de creme de leite
1 colher (sopa) de orégano
1 colher (chá) de sal

Para a massa, misture o fermento com o açúcar e o leite morno até desmanchar. Bata no liqüidificador os ovos, as batatas, a manteiga, o óleo, o sal e a mistura de fermento. Transfira a mistura para uma tigela grande e vá acrescentando a farinha de trigo aos poucos, amassando bem. Se achar que precisa de um pouco mais de farinha, acrescente, embora a massa seja grudenta mesmo. No meu caso, devo ter acrescentado quase uma xícara a mais. No final, "sele" a massa com farinha para facilitar no manuseio dela, isto é, polvilhando ao redor da bola de massa. Cubra e deixe descansar por 30 minutos, de preferência num local sem correntes de ar.
Abra a massa em superfície enfarinhada, formando um retângulo (sele com farinha onde estiver muito grudenta). Divida a massa ao meio, o que deve formar dois retângulos menores. Misture os ingredientes do recheio e distribua sobre as duas massas abertas. Enrole como rocambole, feche as pontas e coloque cada rolo numa fôrma de bolo inglês untada com margarina e polvilhada com farinha de trigo. Como a massa é pesada e um pouco mole, tenha cuidado nesta hora, o melhor é "rolar" o rocambole para dentro da fôrma, deixando a parte que fechou para baixo.
Acenda o forno em 180-200º. Pincele os pães com a gema, salpique com o gergelim e deixe-os crescer por 20 minutos. Asse-os por cerca de 40 minutos ou até que estejam dourados.

Fonte: Adaptada da Revista Receita Minuto, nº 27.

8 comentários:

Gourmandise disse...

Pode ter até dado trabalho, mas ficou lindo! Ninguém diz que foi confeccionado com sobras de tender.
bjinho e bom 2008,
Nina.

Mari disse...

Engraçado, não tenho muito o hábito de fazer pães, mas colocarei na minha listinha de 2008. beijinhos!

lunalestrie disse...

Nina, também achei que ele ficou bonito, acho até que farei sem recheio da próxima vez.

Mari, fazer pães é muito gostoso, mas só entende quem gosta! rs

Beijos!!!

Valentina disse...

Que paes lindos Luna!!

Laurinha disse...

Adorei sua primeira frase!
Também adoro fazer pães, realmente é uma terapia!
E este é um parente do brioche de batatas que postei no finalzinho de agosto...... a minha massa siquer abre com o rolo, fica super hiper grudenta mesmo....,
Hummmm, delícia!!!
Beijinhos,

lunalestrie disse...

Obrigada, Val! :)

Laurinha, parece que as massas grudentas são as melhores, né? Os pães ficam mais fofinhos! :)

Bj!

iliane disse...

pão lindo..lindo mesmo...de dar agua na boca..hummmmmm

lunalestrie disse...

Obrigada, Iliane, amanhã mesmo irei fazê-lo de novo, dessa vez sem recheio... :)