sábado, janeiro 20, 2007

Farofa de Cenoura

Desde que a Patricia postou essa receita não paro de desejar essa farofinha de cenoura. Segui direitinho o preparo, mas tive que quebrar a lógica vegetariana da receita e acrescentar uma sobra de frango que eu tinha - afinal existe todo um conceito relacionado à farofa de que ela tem como maior função reaproveitar sobras de carne ou disfarçar a pouca quantidade dela.
Outra alteração que fiz foi acrescentar manteiga e tirar um pouco do azeite. Eu amo azeite, mas não costumo usá-lo quente por causa da saturação dele - apesar de delicioso não é saudável se for usado sempre assim. O óleo de girassol e o de canola são mais recomendados. Mas pra essa receita usei a combinação de azeite e manteiga, que pra mim funciona muito.
Eu quis almoçar só ela mesmo, comi esta cumbuquinha aí da foto (ah, agora minhas fotos ampliam) e dei um pouquinho pro Ric. É bom demais, Patricia. O Ric olhou pra mim e disse: "Você vai repetir essa receita, não vai?" "É claro". E ainda quis roubar da minha cumbuca. No way.

Só uma curiosidade: por causa do nome do blog, todo mundo me pergunta se macaxeira é mandioca e eu sempre digo que sim, apesar de aqui no Ceará não serem bem a mesma coisa: a mandioca que faz a farinha (e que é proibida para o consumo por causa do veneno) é a mandioca-brava, que conhecemos aqui simplesmente por mandioca; já a mandioca que usamos nas receitas é a mandioca-doce ou mansa, ou seja, a macaxeira. Talvez o nome tenha aparecido com a preocupação em diferenciá-las, já que uma delas é perigosa.

Ingredientes:
1 colher (sopa) de azeite
2 colheres (sopa) de manteiga com sal
1/2 cebola picada
1 pedaço de frango desfiado (opcional)
1 cenoura grande ralada (no ralo grosso)
1 colher (sopa) de salsinha picada
40 g de azeitonas verdes, descaroçadas e picadas
70 g de farinha de mandioca (coloque aos poucos até o ponto desejado)
Sal e pimenta a gosto

Aqueça o azeite e a manteiga e refogue a cebola. Junte a cenoura e o frango e refogue por 1 minuto. Junte as azeitonas e a salsinha, tempere com sal e pimenta e depois adicione a farinha. Misture bem.

Fonte:Technicolor Kitchen.

15 comentários:

AF disse...

Hum, essa já tá na pasta de receitas favoritas. Adoro farofinha de cenoura, mas costumo fazer com farinha de milho. Vc já fez??

Bjs
Andréa

Ana disse...

Noooossaaa, que coincidência: acredita que peguei exatamente essa receita hoje no Technicolor Kitchen, pensando em fazê-la no almoço para acompanhar um bife de panela que íamos comer????

Acabei não fazendo, pois as chatonildas que não gostam de cenoura vetaram, mas durante a semana elas não escapam!! Sua idéia de acrescentar um franguinho foi bem legal e sua foto ficou liinndaaa!!

beijo procê,

Eliana Scaramal disse...

Luna como sempre sua foto esta linda! Eu também adoro uma farofinha e essa me parece ótima, as receitas da Patrícia são uma maravilha.

miki w. disse...

ah! quer dizer q macaxeira é macaxeira e mandioca-brava é que é mandioca! vivendo e aprendendo :-), obrigada por compartilhar conosco, luna!

e ah! tks pelo link p/ o mundomiki aí do ladinho, adorei!

beijinhos, miki

Karen disse...

Gostei muito dessa explicação, a diferença não era clara para mim... Achava que era só uma outra forma de chamar a mandioca!

Beijos

lunalestrie disse...

Andréa, desde criança que eu amo farofa, às vezes minha mãe apelava pra uma farofinha pra me fazer comer, pois eu não era chegada em comida - pense como eu era a própria Olívia Palito! rs. Já fiz com farinha de milho, mas sempre com o caldinho que forma do frango, fica bom...! :D

Ana, não perca tempo porque o negócio é bom mesmo - você viu que eu comi como prato único né? Acho que mesmo com a cenoura as "chatonildas" iriam gostar, coloca só um pouquinho (rala fino) pra elas não notarem, aí vai aumentando cada vez que fizer (rs).
Beijinho!

Eliana, está bom de nós duas formarmos o fã-clube da Patricia hehehe. :)

Miki, adorei seu mundinho e sua constelação de blogs! Estou desejando uma boneca sua, depois vamos conversar! Beijos!

Pois é, Karen, resolvi comentar isso porque eu sempre dizia que era a mesma coisa, mas ficava com uma sensação estranha - cresci ouvindo que a mandioca fazia mal, que tinha que passar por um processo pra poder ser utilizada etc. Mas é claro que o que vocês chamam de mandioca é a macaxeira, já que a brava não tem pra vender mesmo (rs). Beijos.

Akemi disse...

Também estou para fazer esta farofa! A sua ficou super apetitosa!!!

lunalestrie disse...

Akemi, a minha ficou muito boa, mas tenho a impressão de que a da Patricia ficou mais, siga a dela (rs).

valentina disse...

Luna, também achei esta receita muito gostosa.Amo farofa e quando estive em casa fizemos varias com farinha do Para que para mim e uma das farinhas mais deliciosas que se acha no Brasil. Adorei a tua variada - com o frango.Deli mesmo!!

Anônimo disse...

Querida Luna, que alegria!
Adorei o post, você é simplesmente um doce.
Eu vou experimentar essa variação com frango - sou doidinha por um franguinho desfiado, amiga. :D

Só posso dizer que fico feliz da vida quando vejo as receitas que posto por aqui. Muito feliz, mesmo, de coração!

A sua foto arrasou!

Cinara disse...

Lu, suas fotos estão cada vez mais profissionais, amiga!! E a receita da Patrícia foi uma excelente escolha! ;o)
E foi super legal você dar a explicação sobre a mandioca! Eu nunca ouvi falar da variedade venenosa, acredita? Nem quando estive em Fortaleza! Como disse a Miki, vivendo e aprendendo! Beijinhos...

lunalestrie disse...

Valentina, farofa é muito bom, não lembro se já comi farinha do Pará, mas pela fama deve ser boa demais. :)

Que bom que gostou, Patricia, adoro suas receitas!! Um beijão!

Cinara, obrigada, querida, também adorei essa foto. Eu também aprendo tanto com vocês, espero poder retribuir um pouquinho. Beijos!

Regina disse...

Com certeza farei essa receita! bjs

Silvia Arruda disse...

Luna, eu tb fiquei louca de vontade fazer esta farofinha da Patricia...
A sua ficou linda (e com certeza, deliciosa)
Bjo

lunalestrie disse...

Regina e Sílvia, estarei esperando a de vocês aparecerem nos blogs! :D